Minhas Páginas

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Para ti...


Foi para ti que desfolhei a chuva, para ti soltei o perfume da terra, toquei no nada e para ti foi tudo... Para ti criei todas as palavras e todas me faltaram no minuto que talhei o sabor do sempre, para ti dei voz às minhas mãos, abri os gomos do tempo, assaltei o mundo e pensei que tudo estava em nós nesse doce engano de tudo sermos donos, sem nada termos, simplesmente porque era de noite e não dormíamos... Eu descia em teu peito para me procurar e antes que a escuridão nos cingisse a cintura, ficávamos nos olhos vivendo de um só, amando de uma só vida...

4 comentários:

  1. Olá, amigo querido e poeta(A), , seus versos são perfeitos,
    sensíveis e belos. Parabéns pelo talento e criatividade poética.
    Beijos de paz e gratidão por sua visita e gentil comentário em meu
    texto. Que Deus seja sempre o guardião de todos os seus passos na
    caminhada existencial.

    ResponderExcluir
  2. oi Ani,

    como é gostoso esse movimento de descer no peito
    de quem nos acolhe e nos conforta...
    adorei!!!

    beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Ani, saudadona de vir aqui.
    Menina, que linda escolha essa, de arrepiar.
    Deixo beijos cheios de carinho e o desejo de um final de semana de muitas alegrias para ti.

    ResponderExcluir
  4. Ani querida,

    Maravilha,menina!!!Que texto lindo!
    Bjsssss,
    Leninha

    ResponderExcluir

Obrigada por deixar um momento seu aqui comigo...