Minhas Páginas

sábado, 2 de julho de 2011

Rastros...

Rastros...
Criei um vazio em mim... Gastei minha vida com dores desnecessárias... Amores não correspondidos... Distâncias só de almas... Dei o meu melhor e o meu pior para o tempo... Imobilizei meus sorrisos, minhas alegrias e congelei meus choros e minhas conquistas... E mesmo assim o tempo não me poupou... Passou levando meus rastros que hoje se tornaram minhas lembranças.

23 comentários:

  1. as lembranças são nossa história, nosso aprendizado..
    lindo Ani..
    beijos e um lindo findi..

    ResponderExcluir
  2. Temos tantas histórias e rastros...beijos,chica

    ResponderExcluir
  3. Lembranças que às vezes ao lembrarmos sempre rola uma ou duas lágrimas né?
    Lindo,Ani!
    Um beijo enorme e um lindo fim de semana pra ti!

    ResponderExcluir
  4. nem sempre se aprende...as vezes só resta frieza

    ResponderExcluir
  5. No rastro da lembrança eis que somos impelidos a seguir em frente.
    Cadinho RoCo

    ResponderExcluir
  6. O tempo e a vida não perdoam...a diferença pode ser a nossa atitude perante as adversidades.
    Beijo

    ResponderExcluir
  7. Somos trilhados por rastros e lembranças. Adorei!

    ResponderExcluir
  8. Lindo!!!!

    lembranças..são só lembranças...

    deixo pra vc um beijo grande!


    Zil

    ResponderExcluir
  9. Oi moça querida...

    e assim vivemos vivemos e vivemos, e os rastros de alegria ou dor vão fazendo parte dessa linda caminhada que estamos a aprender sempre...

    Lindo sábado. Su.

    ResponderExcluir
  10. Que linda poesia Ani. Triste, reflexiva e suave.
    Beijokas doces e um bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  11. oi Ani,

    são esses rastros que nos tornam únicos,
    são eles os responsáveis pela nossa história,
    por nosso aprendizado e por nossas
    derrotas e conquistas...

    beijinhos

    ResponderExcluir
  12. oi

    tudo bem

    gostei do seu blog

    estou te seguindo

    segui- me

    http://bete7l.blogspot.com

    bjos...

    ResponderExcluir
  13. oiiii...Tem selinho pra você no meu blog,espero que goste,bjus

    Doce Menina s2

    http://doocemeninaa.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. A felicidade às vezes só precisa de uma brecha e nós ficamos insistindo em achar as portas.

    Abraço e um bom domingo!

    ResponderExcluir
  15. Muito bonito o seu blog, Cristal. Precisamos ousar e seguir em frente. Beijos!

    ResponderExcluir
  16. O tempo não poupa nada nem ninguém, amiga...

    Beijos

    Runa

    ResponderExcluir

  17. Boa tarde!
    Amai, pois, a vossos inimigos, e fazei bem, e emprestai, sem nada esperardes, e será grande o vosso galardão, e sereis filhos do Altíssimo; porque ele é benigno até para com os ingratos e maus.
    Sede, pois, misericordiosos, como também vosso Pai é misericordioso.
    Não julgueis, e não sereis julgados; não condeneis, e não sereis condenados; soltai, e soltar-vos-ão. (Lucas 11:35-37)

    Que sua semana seja abençoada e de muita paz!

    Deus seja contigo.

    Blog Yehi Or!
    www.hajalluz.blogspost.com

    ResponderExcluir
  18. Ani que coisa mais linda... Me identifiquei totalmente ...
    E vc anda muito sumida... Sinto sua falta...
    E passando para dizer que em agradecimento a nossa amizade, dedico-te um selinho que está no post de hoje, 03-07. Pssa lá se der, ficarei feliz!! Um lindo domingo. Bjsss

    ResponderExcluir
  19. Lindo...e destes rastros vemos o caminho de aprendizagens que percorremos...
    Bom domingo Ani...beijinhos
    Valéria

    ResponderExcluir
  20. Olá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Nayara e cheguei até vc através do Blog Entrelinhas. Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir um blog do meu amigo Fabrício, que eu acho super interessante, a Narroterapia. Sabe como é, né? Quem escreve precisa de outro alguém do outro lado. Além disso, sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas. A Narroterapia está se aprimorando, e com os comentários sinceros podemos nos nortear melhor. Divulgar não é tb nenhuma heresia, haja vista que no meio literário isso faz diferença na distribuição de um livro. Muitos autores divulgam seu trabalho até na televisão. Escrever é possível, divulgar é preciso! (rs) Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs





    Narroterapia:

    Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menos enrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.



    Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.

    http://narroterapia.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  21. Ani,Querida
    Passo para deixar um beijo enorme!
    E desejar um início de semana abençoada!
    te adoro,amada!

    ResponderExcluir
  22. Ani, o importante é saber que deu seu melhor...=)Lindo texto...
    Hoje estou aqui para dividir a minha alegria... Obrigada!
    100 seguidores...Como gratidão e com muito carinho fiz um selinho comemorativo...=)
    Passe quando quiser e puder para pegar o que já é seu...<3
    Mesmo que não colecione passe lá para vê-lo
    Bjs e boa semana.

    ResponderExcluir
  23. As pessoas vão e os pensamentos fica. Os pensamentos geram emoções que também é nossa comapnheira constante. É nesta percepção que tornamos especiais, únicos e importantes. Como a vida está cheia de rastro. Na frende e no nosso lado está cheio deles. Mesmo passando por cima de um outro rastro temos o nosso ponto de vista, as nossas poonderações e reflexões. E este rastro não é mais o mesmo, pois nós o modificamos. E deixamos o rastro para outra pessoas que também o transformará. Que também será uma pessoa única, importante e especial. Mas que rastro queremos deixar para as outras pessoas, é o que devemos nos perguntar. Posto nosso rastro será um ponto de partida para alguém. Um ponto de referência. Que pode ser um farol em meio a tempestade. Pode ser um porto seguro, ou pode ser um arco-iris depois de um tempestade. Pode ser uma semente para um boa terra. Na verdade o rastro é um pouquinho de nós. É doar um pouco de nosso ser para que outro ser seja melhor. Ou que pelo menos possa enxugar as lágrimas. De qualquer forma, podemos contribuir para a felicidade de outro ser humano que também merece como nós também mrecemos!

    ResponderExcluir

Obrigada por deixar um momento seu aqui comigo...