Minhas Páginas

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Eu sei que a gente se acostuma... Mas não devia.

14 comentários:

  1. Bom dia Ani ..
    sddes de teu cantinho...
    beijoooos

    ResponderExcluir
  2. Oi Ani,
    Lindo seu espaço.
    Ah o texto acima é da Marina Colasanti, esposa do Afonso Romano de Sant'anna.
    Abç

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia o texto, obrigada pela partilha.
    É pena que nos acostumemos tanto...tens razão, não devíamos.
    Beijinho

    ResponderExcluir
  4. Infelizmente a gente se acostuma a viver pela metade, apenas para sobreviver literalmente.
    Beijos e uma tarde maravilhosa para você.
    Ps: Vou pegar meu selinho agora, antes não peguei porque não sabia como. Ainda não sei bem, mas vou tentar.

    ResponderExcluir
  5. Uma grande verdade mesmo Ani..!.. Como são lindos os pensamentos que aqui compartilha!

    Beijocas em seu coração..
    Verinha

    ResponderExcluir
  6. Oi, Ani
    Sempre quis saber a autoria desse texto maravilhoso, mas pelo jeito é anônimo mesmo. Muito lindo. Obrigada por dividir conosco. Beijos, minha linda, com muito carinho.Obridada tb por suas palavras smpre tão carinhosas nos meus cantinhos!

    ResponderExcluir
  7. Bela escolha de texto. Não devia, mesmo! :) Bom resto de semana.

    ResponderExcluir
  8. Nos acostumamos e nos resignamos muitas vezes.
    Que texto tão real, infelizmente.
    beijinho Ani.
    oa.s

    ResponderExcluir
  9. Olá Cristal!
    Que post lindo, querida...

    De fato, infelizmente, vamos nos acostumamos com cada vez menos, depois com o pouco, depois com o muito pouco, até que, quando não temos quase nada, dizemos que nossa vida é vazia e sem sentido.

    Amei querida. Grande beijo, Déia.

    ResponderExcluir
  10. Olá Cristal ! Passando para checar as novidades!O paradoxo é que sendo a História da Humanidade uma luta constante contra a dor e em prol do conforto essa mesma História nos diz que quando menos se espera um Rei tolo deita tudo por terra e mergulha a humanidade num infinito de cinzas ... Esperemos que o Rei que vier possua a sabedoria para preservar o aconchego e lançar fora toda a dor !
    Bela noite a vc!

    ResponderExcluir
  11. Não deveriamos nos acostumar mesmo! Esse texto é muito bom. Bjão

    citacoesecia.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Já havia lido esse etxto, mas não me acostumei a relê-lo e parar para pensar seriamente e concluir que eu não vou me acostumar jamais, vou morar tentando contagiar o mundo ao meu redor de energia construtiva, positiva e de projetar as pessoas para que elas possam querer ampliar seus horizontes! bjs Sandra
    http://projetandopessoas.blogspot.com//

    ResponderExcluir
  13. Oi, Ani!

    Que texto lindo e profundo! A rotina do hábito é medíocre... acaba por fazer falta para surgirem coisas e obras excepcionais. obrigado pela prsença carinhosa no meu blogue de poesia.

    beijinho,

    Véu de Maya

    ResponderExcluir

Obrigada por deixar um momento seu aqui comigo...