Minhas Páginas

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Descubra a sua...


A ideia é a rotina do papel. O céu é a rotina do edifício. O início é a rotina do final. A escolha é a rotina do gosto. A rotina do espelho é o oposto. A rotina do perfume é a lembrança. O pé é a rotina da dança. A rotina da garganta é o rock. A rotina da mão é o toque. Julieta é a rotina do queijo. A rotina da boca é o desejo. O vento é a rotina do arrepio. A rotina do caminho é a direção. A rotina do destino é a certeza. Toda rotina tem sua beleza.

5 comentários:

  1. Muito original, nunca tinha pensado na rotina sobre este prisma.

    beijinho e bem-.vinda de novo ao nosso convívio

    ResponderExcluir
  2. Gostei de ver e ler! Texto lindo! bjs, tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  3. Como diz o texto, toda rotina tem sua beleza.
    Adorei!
    Beijos querida!
    Estou de volta depois de uma pausa.

    ResponderExcluir
  4. Nem preciso elogiar. As comentaristas de cima (todas elas visitantes assíduas de meu antigo blog de poesias!) já disseram por mim. Lindo o prisma com que se olha a rotina.
    Teu olhar sobre a rotina me deu a lembrança de uma poeta que sabia olhar o mundo sob um prisma poético: Cecília Meireles. Teu ritmo e melodia soam como ela.
    Parabéns e obrigado.... virei sempre aqui e deixar algum humilde comentário sobre tuas novas postagens.....
    Beijos admirados!

    ResponderExcluir
  5. Bom dia, peço desculpa pelo seguinte comentário, ao longo da minha vida arranjei uma inimiga, ela chama-se rotina, não gosto nem um pouco dela, a rotina (minha inimiga) é um entrave à liberdade, impede-me que seja livre no meu tempo e nas minhas atitudes, esta minha inimiga (rotina) tema em não me larga para que possa viver em paz.
    AG
    http://momentosagomes-ag.blogspot.pt/

    ResponderExcluir

Obrigada por deixar um momento seu aqui comigo...